06/03/2013

Substâncias químicas em diversos produtos são prejudiciais à saúde

Itens aparentemente inofensivos, como embalagens plásticas, eletrônicos, móveis, produtos de limpeza, cremes e sabão são mais prejudiciais à nossa saúde do que imaginamos.

Segundo estudo divulgado pela Organização das Nações Unidas, entre os anos de 2000 a 2012, o número de químicos EDCs (substâncias com efeitos endocrinológicos, em português) na produção desses materiais aumentou consideravelmente.

Mesmo sem saber os reais efeitos do EDCs na saúde do ser humano e na natureza, acredita-se que a exposição a esses químicos pode estar ligada a casos de câncer de mama, tireoide e próstata, deformações em bebês, hiperatividade em crianças, diabetes, asma, obesidade, males de Alzheimer e Parkinson, derrames e queda de fertilidade.

Países, como EUA, Canadá e algumas nações europeias, já baniram o uso de alguns EDCs, especialmente em itens usados por crianças, como mamadeiras. Contudo, o relatório da ONU prevê como prioridade global desenvolver habilidades para medir possíveis EDCs e desenvolver um mapa detalhado das exposições.

Uma solução é procurar identificar a composição dos produtos de consumo e evitar aqueles que possuem taxas desses químicos.  

Mais Notícias